clipping-politica-brasileira

Previdência precisa passar pela Câmara até 15 de Dezembro

Imprimir

Após declarações pessimistas do presidente Michel Temer o governo tenta dar a volta por cima na Reforma da Previdência. Arthur Maia, relator da matéria na Câmara afirmou que, se o novo texto da proposta não for votado no plenário da Casa em dois turnos até o dia 15 de dezembro, será muito difícil aprová-lo.

“Temos uma janela estreita. Se não votarmos aqui na Câmara dos Deputados até o dia 15 de dezembro e contar com a boa vontade do Senado para aprovar ainda este ano, está claro que as coisas ficam mais difíceis”, declarou Artur Maia.

Novo chefe da PF

A Polícia Federal (PF) tem uma nova chefia. Fernando Segóvia, foi o escolhido de Temer para substituir  Leandro Daiello, que ocupava o posto desde 2011, o primeiro ano de governo de Dilma Rousseff. A missão de Segóvia não será fácil pois a PF passa por um período de muita animosidade interna entre a Associação de Delegados da Polícia Federal e demais sindicatos da classe. Com perfil agregador o escolhido tem o apoio da maior dos sindicatos e também era o nome preferido de políticos ligados ao presidente Temer.

Venezuela sofrerá mais sanções internacionais

Após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelar uma série de embargos financeiros impostos à Venezuela e a membros do seu governo, Maurício Macri, presidente da Argentina, defendeu que o embargo americano deva incluir também as exportações de petróleo, principal produto fornecido pela Venezuela aos EUA. Macri é o primeiro líder latino americano a defender uma medida tão severa contra a gestão de Nicolás Maduro, presidente da Venezuela.

A União Europeia (UE) anunciou hoje também que irá acompanhar a iniciativa dos EUA e vai impor um embargo de armas entre outras sanções possíveis caso a situação da Venezuela se agrave. O bloco suspenderá o fornecimento de qualquer equipamento que possa ser usado para apoiar o movimento de repressão interna e vigilância.

Com informações do Globo, Estadão e Folha.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais