agenda-politica-brasileira

Comissão especial vota parecer da Reforma da Previdência

Imprimir

A Comissão Especial da Reforma da Previdência vota o parecer do relator, deputado Arthur Maia (PPS-BA). Levantamento da Arko Advice mostra que o parecer do deputado Arthur Maia à proposta de Reforma da Previdência na Comissão Especial será aprovado com 23 a favor e 14 contrários. O placar pode sofrer alterações considerando que líderes dos partidos aliados podem substituir alguns deputados que pretendem votar contra. A expectativa do governo é ter entre 22 e 25 votos.

Veja AQUI a tendência de voto dos membros titulares da Comissão.

Os principais eventos desta quarta-feira são os seguintes:

1. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado realiza audiência pública sobre spreads bancários com Túlio Maciel, chefe do Departamento Econômico do Banco Central do Brasil, entre outros.
2. Senadores da oposição apresentam requerimento para que a Reforma Trabalhista também seja analisada pelas Comissões de Constituição e Justiça (CCJ) e de Direitos Humanos (CDH). Ela já terá que passar pelas Comissões de Assuntos Econômicos (CAE), ao Senado e de Assuntos Sociais (CAS)
3. A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara realiza audiência pública sobre a participação estrangeira de até 100% no capital de empresas aéreas brasileiras. Entre os convidados estão os ministros dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella Lessa, e do Turismo, Marx Beltrão, entre outros.
4. A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ) da Câmara analisa Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 282/16 que veda as coligações entre partidos nas eleições para deputado e vereador a partir de 2020, além de estabelecer cláusula de desempenho para o funcionamento parlamentar das legendas.
5. A Comissão de Turismo da Câmara debate os programas e projetos da pasta do Turismo para 2017 com o ministro Marx Beltrão.
6. O ministro Luiz Fux coordena audiência entre o Rio de Janeiro e a União em ação que discute royalties do petróleo.
7. O Supremo Tribunal Federal retoma julgamento e discute a necessidade de autorização da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para o recebimento de denúncia contra o governador do estado, Fernando Pimentel (PT), pelo Superior Tribunal de Justiça e seu consequente afastamento.
8. Movimentos sociais fazem protestos em Curitiba a favor do ex-presidente Lula.
9. O IBGE divulga produção industrial de março.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem dinheiro para os rábulas


O Estadão publicou no último dia 27 de março levantamento sobre a posição de 14 candidatos à Presidência da República em relação à possibilidade de prisão em segunda instância. A chamada esquerda votou contra a atual, e frágil, jurisprudência.

Ler mais

O Sistema Político Brasileiro faliu e precisa ser reinventado


O Sistema Político Brasileiro, por razões estruturais e operacionais de suas instituições, é um dos mais complexos, fragmentados, caros e ineficientes do mundo. Ademais, o Parlamento convive diuturnamente com episódios de corrupção, vulnerabilidade aos lobbies e captura pelo Executivo.

Ler mais

Os ratos da Lava-Jato e o apartheid carcerário


Quando decidiram que era tarde da noite para decidir sobre a prisão em segunda instância, os juízes da Suprema Corte abriram uma brecha para a soltura dos meliantes do erário. Se decretarem a alforria de ladrões graúdos, os onze supremos sufetas estarão sepultando a Lava-Jato.

Ler mais

A lógica do paternalismo e o Estado controlador


A influência que a esquerda exerce sobre as redações, a academia e o mundo artístico propaga conceitos ideológicos como se fossem verdades certificadas. Quem discorda é patrulhado por “especialistas” arregimentados pela mídia em geral – que, mais das vezes, busca quem confirme sua tese.

Ler mais