entrevista

Entrevista: Baleia Rossi – líder do PMDB na Câmara

Imprimir

Em uma semana em que o presidente, Michel Temer, revelou estar ciente das dificuldades que a Reforma da Previdência enfrentará no Congresso, o Blog da Política Brasileira entrevistou o deputado federal Baleia Rossi (SP), líder do PMDB na Câmara. Rossi comentou sobre as Reformas, o ajuste fiscal e outros desafios do governo em 2017.

Quais as perspectivas de votação das medidas de ajuste fiscal até o fim do ano?

Acredito que o Congresso Nacional vai priorizar a votação das medidas de ajuste fiscal e votar até o final deste ano. Neste momento de reação de nossa economia esse é o assunto mais importante para debatermos.

Há muitas matérias relacionadas aos servidores, como contribuição previdenciária e adiamento de reajustes salariais. Como o Congresso deve reagir à pressão da categoria?

A situação fiscal do Brasil é muito delicada. Neste momento precisamos que os parlamentares tenham responsabilidade ao debater esses assuntos. O equilíbrio das contas públicas é que vai garantir o pagamento dos salários e das aposentadorias em dia. Temos estados e municípios que já estão absolutamente comprometidos e onde os servidores estão muito prejudicados.

Com relação à Reforma da Previdência, o que pode andar e até quando seria a data-limite para o Congresso concluir sua aprovação?

Qualquer votação que depender de votação qualificada, como uma PEC, com necessidade de 308 votos, terá dificuldade de passar. Uma hipótese é fatiar a reforma para superar as barreiras de parte dos parlamentares. Mas isso depende de muito diálogo e da reorganização da base.

O deputado, presidente estadual do PMDB em São Paulo, é também o personagem da semana do BPB. Veja como é a sua presença nas redes sociais.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais