agenda-politica-brasileira

Agenda: Eike Batista pode se entregar à Polícia Federal

Imprimir

O empresário Eike Batista pode se entregar para a Polícia Federal. Veja os principais eventos desta segunda-feira (30):

1. Michel Temer chega a Paulo Afonso, na Bahia, e, na sequência, vai a Floresta, em Pernambuco, para autorizar a ligação de trechos de estações de bombeamento do Projeto de Integração do São Francisco e assinar a Ordem de Serviço para a elaboração do Projeto do Ramal do Agreste Pernambucano. Na sequência, segue para Serra Talhada, também em Pernambuco, onde, ao lado do ministro da Educação, Mendonça Filho, vai inaugurar o novo campus do Instituto Federal do Sertão de Pernambuco.

2. O deputado Júlio Delgado (PSB-MG) vai lançar, nesta segunda-feira, 30, a sua candidatura à presidência da Câmara.

3. O Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, se reúne com o presidente da Febraban, Murilo Portugal, em SP.

4. O PSB elege o novo líder da bancada na Câmara.

5. Reunião da Comissão de Ética Pública da Presidência da República.

6. O Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do Governo Central em 2016.

7. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga Indicadores Industriais de dezembro.

8. Divulgação do IGP-M de janeiro.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Justiça tem que ser para todos


Os últimos 33 anos no Brasil tiveram a marca indelével de três partidos: MDB, PSDB & PT. Neste interregno, quase tudo de bom, quase tudo de mau que ocorreu em terras brasilianas teve a participação da tríade.

Ler mais

Serie eleições 2018: priorizar o resgate da política.


O principal desafio da sociedade e das instituições, além dos próprios candidatos ao pleito de 2018, é superar a desilusão com a política. É preciso resgatar a importância da principal ou da única forma de resolução dos problemas coletivos fora do emprego da violência.

Ler mais

Por enquanto, espontânea e rejeição é o que interessa nas pesquisas


O alvoroço em torno das pesquisas de intenção de voto se justifica. Afinal, o grau de credibilidade de alguns institutos de pesquisa, como o Datafolha, torna-se um dos poucos referenciais concretos diante do achismo de palpiteiros.

Ler mais