eleicoes-2018

João Doria vive lua de mel com o paulistano

Imprimir

Após 90 dias como prefeito de São Paulo (SP), João Doria (PSDB) segue em lua de mel com o eleitorado. A mais recente pesquisa Datafolha aponta que 43% dos entrevistados tem uma avaliação positiva (ótimo/bom) do atual prefeito. Nota-se que em relação a fevereiro, o índice positivo e regular ficaram praticamente estáveis.

O que acabou crescendo foi a avaliação negativa (ruim/péssimo), que subiu sete pontos percentuais. No entanto, como historicamente 1/3 dos paulistanos são eleitores de esquerda/centro-esquerda, ou seja, ideologicamente distantes de Doria, e pelo fato do crescimento da avaliação negativa ter vindo de eleitores que na sondagem de fevereiro não sabiam avaliar o atual prefeito, esse fato não deve ser motivo de preocupação, pois o índice ótimo/bom oscilou dentro da margem de erro (dois pontos percentuais para mais ou para menos).

aprovação Doria abril

Conforme podemos ver abaixo, João Doria, desde 1986, é o prefeito mais bem avaliado após 90 dias de gestão. A elevada popularidade pode ser explicada pela fidelidade que consegue manter com o marketing da campanha vitoriosa. Ou seja, além de se vender para opinião pública como um prefeito trabalhador, Doria com suas ações, muitas delas midiáticas, consegue ser visto como um prefeito gestor e não político. Uma demanda de parcela expressiva da opinião pública paulistana.

Prefeitos SP

Ao menos até agora, Doria consegue compensar os problemas financeiros vividos por outros administradores públicos estando onipresente na rua. A dúvida é saber até quando isso será suficiente para manter sua popularidade alta. Porém, independente das críticas que se faça a estratégia traçada pelo prefeito, até agora o plano está funcionando.

Prova disso é que mesmo que a maioria dos entrevistados afirmem que Doria está fazendo menos que esperava (47%) e que a situação dos bairros permaneceu igual (71%) ao ano passado, o prefeito continua com uma popularidade recorde na cidade.

Paulistanos querem que Doria continue como prefeito, mas…

A maioria dos paulistanos questionados sobre o que Doria deveria fazer em 2018, afirma que ele deve continuar na prefeitura. Conforme podemos ver, hoje, um percentual reduzido dos entrevistados gostaria que Doria concorresse a governador ou presidente da República.

Doria SP

Porém, João Doria continua despontando como um potencial candidato em 2018. Uma questão importante a ser observada é que o Datafolha não perguntou aos entrevistados se eles votariam em Doria para outro cargo mesmo que ele renuncie ao mandato de prefeito.

Como sondagens de outros institutos apontam que Doria lidera os cenários de intenção de voto tanto para governador como presidente na cidade e no Estado de São Paulo, há indícios que mesmo que a maioria dos paulistanos queiram a continuidade de Doria como prefeito, ele receberia o voto desses eleitores caso dispute outro cargo em 2018.

Assim, a eventual renúncia de Doria para ser candidato não deve significar um problema junto aos eleitores.

Hoje, João Doria tem mais chances de disputar o Palácio dos Bandeirantes

Caso a conjuntura de hoje permaneça a mesma até 2018, o mais provável que é Doria opte pelo Palácio dos Bandeirantes. A possibilidade de ser candidato a presidência da República existe, mas só deverá se confirmar como as pré-candidaturas do senador Aécio Neves (PSDB-MG) e do governador Geraldo Alckmin (PSDB-SP) fiquem de fato politicamente inviabilizadas.

Aliás, vale mencionar que segundo o Datafolha, embora a maioria dos entrevistados acreditem que Doria continuará seu mandato como prefeito, a candidatura a governador é mais mencionada que a de presidente nesse momento.

Doria 2018

Além da questão numérica trazida pelas pesquisas, em entrevista concedida ao “Estadão” na última sexta-feira (07), João Doria reafirmou que seu candidato ao Palácio do Planalto é Geraldo Alckmin. Mais que isso, afirmou que Alckmin sabe de sua lealdade, argumentando que esse é um dos valores que mais preserva.

Porém, quando questionado se sairá candidato a governador, Doria responde que a pedido de Alckmin poderá analisar essa situação futuramente.

Conforme nossas análises, João Doria desponta como um potencial candidato a governador e presidente, mesmo que descarte tal possibilidade.

No cenário atual e pela lealdade declarada a Alckmin, Doria está mais para candidato a governador que presidente. Porém, o prefeito continuará na bolsa de apostas como um potencial candidato ao Palácio do Planalto. Principalmente porque ainda não se sabe o que acontecerá com os pré-candidatos tucanos a presidente na Operação Lava Jato.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados