michel-temer

Lava-Jato atingiu imagem de Temer

Imprimir

Na pesquisa que realizou recentemente, o instituto Datafolha perguntou a opinião dos entrevistados sobre a participação ou não do presidente Michel Temer nos escândalos investigados pela Operação Lava-Jato.

As respostas mostraram que a opinião pública tem a percepção de que o presidente teve participação nos escândalos. Também avalia criticamente a decisão de Temer de demitir os ministros sob suspeição de envolvimento com corrupção somente se, eventualmente, eles se tornarem réus na Justiça.

Embora o clima político contribua para que a opinião pública tenha essa avaliação negativa, o fato é que a Lava-Jato tirou pontos importantes da popularidade do governo.

70% acreditam que Temer “participou do esquema”

Ao serem questionados se “o presidente Michel Temer teve participação direta ou não nos esquemas de corrupção descobertos pela Operação Lava-Jato”, mais de 70% disseram acreditar que sim.

Sobre os ministros investigados pela Lava-Jato, a maioria entende que o presidente deveria demiti-los.

A opinião sobre a participação direta ou não de Michel Temer na Lava-Jato chama a atenção, pois o presidente não foi mencionado como destinatário de propina, algo que tem ocorrido com diversos políticos. Mesmo assim, a maioria dos entrevistados entende que Temer “participou do esquema”.

Uma explicação para isso pode ser o fato de nove ministros de seu governo serem investigados pela Lava-Jato. Vale lembrar que alguns desses ministros são muito próximos a Temer, o que pode ter atingido negativamente a sua imagem.

Embora a economia seja um tema fundamental para que Michel Temer possa melhorar o seu nível de popularidade, é necessário um gerenciamento dos “estragos” que a Lava-Jato está produzindo em sua imagem e na de seu governo, pois a bandeira da ética está sendo muito cobrada pela opinião pública em relação ao sistema político como um todo.

Nesse ambiente, qualquer suspeita de envolvimento com desvios éticos leva a opinião pública a se posicionar criticamente em relação aos governos, políticos e partidos.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Reflexões sobre tendências do próximo Congresso


Salvo mudanças inesperadas no humor do eleitorado, a tendência será de reeleição entre 60% e 70% da atual Câmara dos Deputados – um dos mais altos das sete últimas eleições – o que poderá levar para a próxima legislatura as práticas e os vícios da atual composição legislativa.

Ler mais

A salvação de Lula interessa a muita gente. E pode vir pelo STF


Duas circunstâncias distintas concorrem para livrar o ex-presidente Lula da prisão. Uma delas passa pelo STF (Supremo Tribunal Federal), mais exatamente pelo juiz Dias Toffoli. Outra, pelos inúmeros suspeitos graúdos de rapinarem o erário…

Ler mais

O banco de reservas Petista


A condenação de Lula em segunda instância, de maneira unânime, pelo TRF-4, inviabiliza o caminho do ex-presidente ao Palácio do Planalto. O PT tem traçada a estratégia de manter a candidatura de Lula até o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) impedi-lo de disputar o Planalto novamente, como preveem

Ler mais