clipping-politica-brasileira

Leitura obrigatória: Antecipação das eleições seria gesto de grandeza de Temer, diz FHC

Imprimir

Em nota para o jornal O Globo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso disse que, apesar de ter classificado anteriormente como “golpe” a ideia da oposição de antecipar eleições, em face da arua crise, falta “legitimidade” ao presidente e que a medida seria um “gesto de grandeza” para atender a um pedido popular.

“A ordem vigente é legal e constitucional (dai o ter mencionado como “golpe” uma antecipação eleitoral), mas não havendo aceitação generalizada de sua validade, ou há um gesto de grandeza por parte de quem legalmente detém o poder pedindo antecipação de eleições gerais ou o poder se erode de tal forma que as ruas pedirão a ruptura da regra vigente exigindo antecipação do voto”, afirmou o ex-presidente.

No mesmo dia a página oficial de FHC publicou um texto do colunista da Folha Bernardo Mello Franco sobre pedido de realização de nova disputa eleitoral e adicionou a hashtag #voltafhc. Xico Graziano, responsável pelas redes sociais de FHC, excluiu o post e afirmou que foi um erro de sua equipe.

João Doria também expressou descontentamento com a decisão do partido em permanecer na base aliada e disse se tratar da “velha política” que tanto critica. Disse também que seria prudente para o partido resolver rapidamente a questão de Aécio neves “para preservar a imagem do PSDB”.

Ministro da Cultura

O ministro interino da Cultura, João Batista de Andrade, enviou nesta sexta-feira ao presidente Michel Temer o seu pedido de demissão. Ele havia assumido a pasta em 24 de maio, em substituição a Roberto Freire, que deixou o MinC em 18 de maio, um dia após o GLOBO mostrar que Temer deu aval a Joesley Batista, dono da JBS, para comprar o silêncio de Eduardo Cunha na cadeia.

 

Temer avalia situação jurídica

Às vésperas de uma nova denúncia por parte da PGR, o presidente Michel Temer reuniu-se com o jurista Carlos Velloso, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF). O encontrou ocorreu nesta quinta-feira, no Palácio do Jaburu, e teve a participação ainda do ministro da Justiça, Torquato Jardim. O ministro Velloso disse ao GLOBO que é amigo de Temer há décadas e que às vezes atua como conselheiro jurídico informal. O presidente ligou para o ex-ministro do STF na última quarta-feira, combinando o encontro desta quinta, que durou até o início da noite.

Com informações da Folha, O Globo e Globo News.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados