politica

Lucas de Aragão diz que Temer seguirá conquistando vitórias no Congresso

Imprimir

O cientista político Lucas de Aragão, sócio da consultoria Arko Advice, foi um dos entrevistados do programa Entre Aspas, com Monica Waldvogel, no canal Globo News. Foram analisados os impactos da votação da Reforma Política no Congresso, e também qual deverá ser o cenário frente à nova denúncia apresentada contra o presidente Michel Temer.

Lucas destacou que a população está mais consciente do quanto a corrupção afeta a economia, e isso deve representar uma melhora no sistema político de agora em diante, uma vez que os eleitores deverão escolher melhor em quem votarão. Ainda nesse tópico, afirmou que a “operação Lava-Jato”por si só já é uma Reforma Política”, por estar trazendo a corrupção à tona.

Quanto ao governo, o cientista político afirmou que a decisão do STF de afastar Aécio Neves de atividade parlamentar fragiliza a coalizão entre os partidos, pelo papel que o senador desempenhava, de unificar opiniões divergentes dentro do PSDB. Ainda assim, Michel Temer deve seguir conquistando vitórias no Congresso, mesmo que o calendário das reformas se atrase.

Assista o programa na íntegra:

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

O esquartejamento do Ministério do Trabalho


O Ministério do Trabalho foi extinto e suas competências e atribuições foram distribuídas em quatro outros ministérios (Economia, Justiça e Segurança, Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) com dupla finalidade. De um lado, facilitar a implementação da reforma trabalhista, inclusi

Ler mais

Nordeste, a terceira arma de Bolsonaro


O Nordeste deve ser a terceira arma do capitão-mor Jair Bolsonaro para transformar as expectativas da campanha eleitoral num governo bem-sucedido. A deixa foi dada pelo general Augusto Heleno, futuro ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) do governo eleito.

Ler mais

O otimismo com a Era Bolsonaro deve muito a Era Temer


O presidente Michel Temer deixará a Presidência da República menos injustiçado do que creem seus aliados, mas mais injustiçado do que detratam seus adversários. Contra a tendência simplificadora das análises sintéticas das redes sociais, muitas ações na política não são preto no branco.

Ler mais

A lógica da relação do governo Bolsonaro com o Congresso


O presidente eleito, sob o argumento de que a estrutura partidária está viciada e só age à base do toma lá dá cá, fez campanha prometendo que não negociaria com os partidos a formação de seu governo, mas, tão logo eleito, passou a negociar indicações com as bancadas informais, temáticas

Ler mais