agenda-politica-brasileira

Lula encerra terceira caravana no Rio de Janeiro

Imprimir

1. Esta sexta-feira marca o final da terceira etapa da “Caravana da Esperança – Lula pelo Brasil”. O ex-presidente Lula, em viagem pelo Espírito Santo e o Rio desde segunda-feira chega à capital carioca. Alguns enfrentamentos com grupos opositores ao partido e ao próprio Lula tem marcado a segunda viagem pelo Sudeste brasileiro e a presença no Rio de Janeiro pode acentuar as manifestações de ambos os lados.

Veja outros destaques da agenda do dia:

2. O presidente Michel Temer participa da abertura do 22º Encontro Anual da Indústria Química – ENAIQ. Também participa de almoço anual da Indústria Elétrica e Eletrônica 2017.

3. O presidente do BNDES, Paulo Rabello de Castro, participa de jantar organizado pela Abimaq e Sindimaq

4. A Secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, participa de evento promovido pela Columbia University e pela Fecomércio.

5. O diretor de Relacionamento Institucional do Banco Central, Isaac Sidney, participa pela manhã de debate no workshop “Diálogos sobre Leniência”, promovido pelo Instituto para a Reforma das Relações entre Estado e Empresa (IREE). O evento, que ocorre das 9h30 às 12h30, é fechado à imprensa.

6. Presidente da Apex, Roberto Jaguaribe, apresenta resultados de 2017 e estratégias para 2018.

7. O IBGE divulga o IPCA de novembro.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Justiça tem que ser para todos


Os últimos 33 anos no Brasil tiveram a marca indelével de três partidos: MDB, PSDB & PT. Neste interregno, quase tudo de bom, quase tudo de mau que ocorreu em terras brasilianas teve a participação da tríade.

Ler mais

Serie eleições 2018: priorizar o resgate da política.


O principal desafio da sociedade e das instituições, além dos próprios candidatos ao pleito de 2018, é superar a desilusão com a política. É preciso resgatar a importância da principal ou da única forma de resolução dos problemas coletivos fora do emprego da violência.

Ler mais

Por enquanto, espontânea e rejeição é o que interessa nas pesquisas


O alvoroço em torno das pesquisas de intenção de voto se justifica. Afinal, o grau de credibilidade de alguns institutos de pesquisa, como o Datafolha, torna-se um dos poucos referenciais concretos diante do achismo de palpiteiros.

Ler mais