eleicoes-2018

Lula testa 2018 em Manaus

Imprimir

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fará o primeiro teste de suas chances para 2018 nos próximos dias, ao participar da campanha para governador do Amazonas. Ele subirá ao palanque para apoiar o deputado estadual do seu partido, José Ricardo, quarto colocado nas pesquisas.

Em maio, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassou o então governador José Melo por denúncia de corrupção e marcou eleição direta para completar o mandato. Os ex-governadores Amazonino Mendes (PDT) e Eduardo Braga (PMDB) – atual senador – saíram na frente, seguidos da deputada federal Rebecca Garcia (PP) e do petista José Ricardo.

O PT não tem eleitores no estado, mas Lula, sim, tendo ganho dois mandatos (2010/2006) e repetido o feito com Dilma Rousseff. No estado, o partido que recebeu os votos de seu prestígio foi o PMDB, de Eduardo Braga, que poderá repetir o feito agora num acordo para o segundo turno.

A força de Lula se mantém viva neste momento graças à aprovação de lei que enfraquece a Zona Franca de Manaus com apoio do governo Temer.

Depois da campanha no Amazonas, o ex-presidente fará uma série de viagens pelo Nordeste, no final de agosto, com o objetivo de fortalecer sua pré-candidatura e defender-se da condenação em primeira instância pelo juiz Sérgio Moro. Começará pela Bahia, onde o PT tem a maior votação no Nordeste, com paradas em Salvador e no Recôncavo Baiano, e terminará no Maranhão, um mês depois.

Lula escolheu a região onde tem seus mais altos índices de popularidade como segunda escala da divulgação de sua pré-candidatura.

Trata-se de uma aposta para barrar os cenários imaginados pela oposição: tentativa de inviabilizar totalmente a candidatura do ex-presidente, com a sua condenação em segunda instância, e manutenção da campanha sub judice, criando dificuldades para a chapa do ex-presidente construir alianças.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais