clipping-politica-brasileira

Maia decide não pautar a previdência na próxima semana

Imprimir

Sem a garantia de ter os 308 votos necessários o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, decidiu não pautar o primeiro turno da votação da Reforma da Previdência para semana que vem. Com isso a votação ficaria para a semana do dia 13 de dezembro, dificultando ainda mais que a PEC tramite na Câmara antes do recesso parlamentar.

Lula: quem vota é o povo

Em reunião com dirigentes do PT de São Paulo, o ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, disse que estão criando “uma guerra de classe” contra sua candidatura. Disse que seu governo é a prova de que o mercado não precisa temer a sua eleição e que quem vota é o povo e não o mercado. Na mesma reunião apoiou a candidatura de Luiz Marinho para o governo de São Paulo e Suplicy e Haddad para o Senado.

Parlamentares contra a privatização da Eletrobras

Três frentes parlamentares contra a privatização da Eletrobras que somam cerca de 70% do Congresso Nacional mostram a dificuldade que Temer e sua equipe econômica terão para emplacar a sua agenda de ajustes. É também um sinal que a Previdência dificilmente será votada na Câmara ainda em 2017.

PIB

O Globo consultou um grupo de especialistas que confirmam que os dados de recuperação da economia são promissores, apesar do PIB do terceiro trimestre abaixo do esperado.

“O PIB mostrou melhora dos fundamentos da economia: recuperação de emprego, renda, crédito e confiança, sustentaram o consumo, que se manteve firme mesmo com os efeitos do FGTS dissipados”, Alessandra Ribeiro, da Tendências Consultoria.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais