eleicoes-2018

Meirelles candidato

Imprimir

A notícia de que o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, pode ser candidato presidencial em 2018 repercutiu bem no mercado financeiro. Fontes em Wall Street disseram que sua intenção revela, no mínimo, que ele tem confiança de que a economia vai continuar a melhorar no ano que vem.

Para o mercado, a disposição de ser candidato mostra que o ministro já deve ter feito pesquisas testando o seu nome e concluiu que existem chances para um candidato com o seu perfil.

Meirelles pode sair candidato pelo PSD

O mercado avalia, ainda, que por ser uma personalidade conhecida, por ter condições de autofinanciar sua campanha e por ser filiado a um partido de porte médio (o PSD), Meirelles teria condições de tornar consequente sua pretensão de ser candidato. No entanto, existe o receio de que o andamento das reformas no Congresso possa ficar prejudicado com sua situação de “ministro-candidato”.

Teme-se também que o PSDB – que já mantém uma postura ambígua em relação ao governo de Michel Temer (PMDB) – se distancie ainda mais e passe a trabalhar contra a agenda governamental. O fato é que as contradições dos tucanos dão a Meirelles a chance de ser o candidato do centro. Porém, diante de mais uma candidatura de centro, a divisão de forças pode favorecer os extremos.

De acordo com a legislação eleitoral, Meirelles tem até 6 de abril de 2018 para deixar o ministério, caso decida realmente se candidatar.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais