agenda-politica-brasileira

Moro interroga Palocci

Imprimir

Sérgio Moro interroga Antonio Palocci e Branislav Kontic, seu ex-assessor, em ação que apura se o ex-ministro de Lula e Dilma recebeu propina da Odebrecht para atuar a favor da empreiteira.

Os principais eventos desta quinta-feira são os seguintes:

1. O senador Renan Calheiros, líder do PMDB, faz palestra sobre Reforma da Previdência para a Força Sindical, em São Paulo.
2. A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara ouve o presidente dos Correios, Guilherme Campos, sobre a situação da empresa.
3. Leilão do novo terminal do Porto do Rio de Janeiro para importação de trigo.
4. IBGE divulga IPCA-15 de abril.
5. FGV divulga monitor do PIB de fevereiro
6. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear) apresenta dados operacionais das empresas aéreas associadas registrados em março
7. A Confederação Nacional da Indústria divulga Indicador de Custos Industriais referente ao 4º trimestre de 2016
8. Assembleia Geral Ordinária da Vale, que poderá ter a eleição do primeiro representante dos acionistas minoritários em seu conselho de administração. A empresa também divulga relatório de produção relativo ao 1º trimestre

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

A disputa em 2018 também inclui a narrativa politica


A linguagem da política permite identificar o tipo de visão de mundo do interlocutor, tanto do ponto de vista político – se situado à direita ou à esquerda do espectro político – quanto do ponto de vista ideológico, se liberal ou socialista.

Ler mais

Sem dinheiro para os rábulas


O Estadão publicou no último dia 27 de março levantamento sobre a posição de 14 candidatos à Presidência da República em relação à possibilidade de prisão em segunda instância. A chamada esquerda votou contra a atual, e frágil, jurisprudência.

Ler mais

O Sistema Político Brasileiro faliu e precisa ser reinventado


O Sistema Político Brasileiro, por razões estruturais e operacionais de suas instituições, é um dos mais complexos, fragmentados, caros e ineficientes do mundo. Ademais, o Parlamento convive diuturnamente com episódios de corrupção, vulnerabilidade aos lobbies e captura pelo Executivo.

Ler mais

Os ratos da Lava-Jato e o apartheid carcerário


Quando decidiram que era tarde da noite para decidir sobre a prisão em segunda instância, os juízes da Suprema Corte abriram uma brecha para a soltura dos meliantes do erário. Se decretarem a alforria de ladrões graúdos, os onze supremos sufetas estarão sepultando a Lava-Jato.

Ler mais