outros-temas

Painel: Murillo de Aragão fala sobre Eleições 2018

Imprimir

O cientista político Murillo de Aragão, sócio da consultoria Arko Advice, foi um dos entrevistados do programa Painel, com William Waack, no canal Globo News. Foram analisadas as mudanças que deverão ocorrer nas Eleições de 2018, com a Reforma Política, aprovada na semana passada no Congresso.

Murillo destacou, no que se refere ao eleitor, de que este tem sua parcela de culpa no cenário atual, uma vez que não se conecta com a política. A responsabilidade, portanto, não é exclusividade do mundo político.

Foi consenso entre os entrevistados que a reforma aprovada está longe de ser a ideal, mas para o cientista político, ainda assim é uma oportunidade de renovação. O paradoxo reside no eleitorado, que mesmo não se conectando em profundidade com a política, deverá votar de forma mais consciente no próximo pleito.

Os partidos políticos, as organizações suprapartidárias e o financiamento de campanhas também foram tópicos de discussão. Assista o programa na íntegra:

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem dinheiro para os rábulas


O Estadão publicou no último dia 27 de março levantamento sobre a posição de 14 candidatos à Presidência da República em relação à possibilidade de prisão em segunda instância. A chamada esquerda votou contra a atual, e frágil, jurisprudência.

Ler mais

O Sistema Político Brasileiro faliu e precisa ser reinventado


O Sistema Político Brasileiro, por razões estruturais e operacionais de suas instituições, é um dos mais complexos, fragmentados, caros e ineficientes do mundo. Ademais, o Parlamento convive diuturnamente com episódios de corrupção, vulnerabilidade aos lobbies e captura pelo Executivo.

Ler mais

Os ratos da Lava-Jato e o apartheid carcerário


Quando decidiram que era tarde da noite para decidir sobre a prisão em segunda instância, os juízes da Suprema Corte abriram uma brecha para a soltura dos meliantes do erário. Se decretarem a alforria de ladrões graúdos, os onze supremos sufetas estarão sepultando a Lava-Jato.

Ler mais

A lógica do paternalismo e o Estado controlador


A influência que a esquerda exerce sobre as redações, a academia e o mundo artístico propaga conceitos ideológicos como se fossem verdades certificadas. Quem discorda é patrulhado por “especialistas” arregimentados pela mídia em geral – que, mais das vezes, busca quem confirme sua tese.

Ler mais