brasil-politica

Senador Paulo Bauer: PSDB se compromete com reformas

Imprimir

Preocupado com o cenário econômico deixado como herança pelo governo do PT, o PSDB se compromete com as reformas prometidas pelo presidente Michel Temer, como forma de recuperar as finanças do Brasil. Em conversa com o Blog da Política Brasileira, o líder do partido no Senado, Paulo Bauer (SC), afirma que “não pode haver prejuízo” para a população. Confira a entrevista:

Qual a prioridade para o restante do ano?

Temos compromisso com as grandes questões: resgate da economia, a reforma política, a reforma da previdência e a eficiência da gestão pública. Havendo do presidente Michel Temer ação integral nessas áreas, o PSDB estará sólido, apoiando as ações do governo com votos no Congresso e, inclusive, com a defesa do governo na opinião pública.

O governo tem musculatura para aprovar as reformas?

Ele não terá dificuldade com o PSDB. O partido tem noção clara da gravidade do problema. O governo tem que ter a capacidade de convencer os aliados no Congresso para a necessidade das reformas. A Reforma da Previdência é importante porque a própria sociedade compreende a necessidade. É preciso dar muita transparência na informação que será passada para a sociedade.

Haverá redução de direitos?

Não haverá e não pode haver prejuízo para ninguém. O que pode ser necessário é algum esforço adicional de alguém. Ninguém vai perder o direito à aposentadoria, ninguém vai perder valor mensal de aposentadoria.

Qual será o benefício da Reforma da Previdência?

Como resultado da Reforma da Previdência, vamos ter duas coisas fundamentais: vamos ter o equilíbrio da receita e da despesa e os investidores voltarão ao Brasil.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Justiça tem que ser para todos


Os últimos 33 anos no Brasil tiveram a marca indelével de três partidos: MDB, PSDB & PT. Neste interregno, quase tudo de bom, quase tudo de mau que ocorreu em terras brasilianas teve a participação da tríade.

Ler mais

Serie eleições 2018: priorizar o resgate da política.


O principal desafio da sociedade e das instituições, além dos próprios candidatos ao pleito de 2018, é superar a desilusão com a política. É preciso resgatar a importância da principal ou da única forma de resolução dos problemas coletivos fora do emprego da violência.

Ler mais

Por enquanto, espontânea e rejeição é o que interessa nas pesquisas


O alvoroço em torno das pesquisas de intenção de voto se justifica. Afinal, o grau de credibilidade de alguns institutos de pesquisa, como o Datafolha, torna-se um dos poucos referenciais concretos diante do achismo de palpiteiros.

Ler mais