clipping-politica-brasileira

Reforma de Temer está ameaçada

Imprimir

Baleia Rossi (PMDB-SP), líder do partido na Câmara dos Deputados disse que o governo de Michel Temer não tem os 308 votos para aprovar a Reforma da Previdência na Câmara.

“Nós antes das denúncias tínhamos um quadro de iminente aprovação da reforma, e a realidade é que hoje o quadro não é esse.”, disse em entrevista coletiva.

Diante de novas ameaças de desembarque do PSDB e da pressão do Centrão pela antecipação da reforma ministerial, a pauta governista tende a ficar suspensa mais um pouco.

Cunha nega ter vendido o seu silêncio

Em depoimento na 10.ª Vara Federal de Brasília no âmbito da Operação Sépsis, Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara, preso na Operação Lava Jato, nega ter recebido dinheiro do empresário Joesley Batista JBS para não fazer delação

“Deram uma forjada e Joesley foi cúmplice e agora está pagando o preço por isso”, afirmou Cunha.

Temer define regras para a privatização da Eletrobras

O presidente Michel Temer, em reunião com sua equipe definiu  que a União terá uma “golden share” na Eletrobras, depois da privatização.

“O setor elétrico é muito complexo e, de vez em quando, é preciso enfrentar períodos de insegurança. Por isso, o presidente acertou que a União terá uma ‘golden share’ na Eletrobras privatizada para definir questões estratégicas da futura empresa”, disse o ministro Moreira Franco (Secretaria Geral da Presidência da República).

Com a “golden share”  a União, mesmo deixando de ser a controladora majoritária terá o poder de definir políticas estratégicas da companhia em defesa de interesses nacionais.

Com informações do G1, Estadão e Folha.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

A fragmentação da esquerda


Manuela d’Ávila, Ciro Gomes, Marina Silva a pulverização da esquerda não interessa ao PT pois fragiliza a candidatura de Lula, caso consiga ser candidato. E há ainda parte do eleitorado de Lula que votaria em Bolsonaro caso Lula não concorresse à presidência em 2018.

Ler mais