agenda-politica-brasileira

STF julga se PF pode formalizar delações premiadas

Imprimir

1. O Supremo Tribunal Federal (STF) julga se a Polícia Federal tem legitimidade para formalizar acordos de delação premiada. O STF também julga a constitucionalidade de norma que “flexibiliza” as relações de trabalho ao disciplinar o contrato por prazo determinado.

Veja outros destaques da agenda do dia:

2. O presidente Michel Temer sanciona lei do novo Fies. O evento conta com a presença do ministro da Educação, Mendonça Filho.

3. O Ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, participa de café da manhã com jornalistas.

4. A Comissão Mista de Orçamento realiza audiência pública para debater o deficit da Previdência Social com os ministros do Planejamento, Dyogo Oliveira, do TCU, Vital do Rêgo Filho, com o secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, entre outros.

5. Reunião do Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).

6. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, participa de evento do Ministério da Transparência e da Controladoria-Geral da União sobre as principais ações e resultados contra corrupção em 2017.

7. Veiculação do programa partidário do PR, em cadeia de rádio e TV, com duração de dez minutos.

8. Os ministros Gilmar Mendes e Luiz Fux do Supremo Tribunal Federal e o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, participam de evento que vai discutir as novas regras eleitorais e a influência da internet nas eleições de 2018.

 

9. O Dieese divulga o Índice do Custo de Vida de São Paulo (ICV) em novembro.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem dinheiro para os rábulas


O Estadão publicou no último dia 27 de março levantamento sobre a posição de 14 candidatos à Presidência da República em relação à possibilidade de prisão em segunda instância. A chamada esquerda votou contra a atual, e frágil, jurisprudência.

Ler mais

O Sistema Político Brasileiro faliu e precisa ser reinventado


O Sistema Político Brasileiro, por razões estruturais e operacionais de suas instituições, é um dos mais complexos, fragmentados, caros e ineficientes do mundo. Ademais, o Parlamento convive diuturnamente com episódios de corrupção, vulnerabilidade aos lobbies e captura pelo Executivo.

Ler mais

Os ratos da Lava-Jato e o apartheid carcerário


Quando decidiram que era tarde da noite para decidir sobre a prisão em segunda instância, os juízes da Suprema Corte abriram uma brecha para a soltura dos meliantes do erário. Se decretarem a alforria de ladrões graúdos, os onze supremos sufetas estarão sepultando a Lava-Jato.

Ler mais

A lógica do paternalismo e o Estado controlador


A influência que a esquerda exerce sobre as redações, a academia e o mundo artístico propaga conceitos ideológicos como se fossem verdades certificadas. Quem discorda é patrulhado por “especialistas” arregimentados pela mídia em geral – que, mais das vezes, busca quem confirme sua tese.

Ler mais