clipping-politica-brasileira

STF discute a restrição do foro privilegiado

Imprimir

Supremo Tribunal Federal discute e vota hoje qual deve ser o entendimento da côrte com relação ao foro privilegiado. O relatório do ministro Luís Roberto Barroso propões que somente crimes cometidos no cargo e em função dele sejam apreciados pela suprema côrte. Até o momento a votação está em 6 x 1. Votaram a favor da restrição proposta pelo relator, ministro Luís Roberto Barroso: Marco Aurélio, Rosa Weber, Edson Fachin, Luiz Fux e a presidente do tribunal, Cármen Lúcia. O voto parcialmente divergente foi do ministro Alexandre Moraes que qualquer todo crime penal de beneficiados com o Foro devam ser levados diretamente para a última instância.

Anthony Garotinho: delator aponta quem era o líder da operação

Com grande parte da elite política do Rio de Janeiro presa fica cada vez mais tensa a situação de todos os investigados e delatados nas operações em curso. Dos últimos quatro governadores do RJ, três estão presos: Cabral, Garotinho e Rosinha Matheus. O mesmo ocorre com todos os presidentes da Alerj desde 1995, encarcerados. Alem disso, Adriana Ancelmo, esposa de Cabral pode ter sua prisão domiciliar revogada. E novos fatos vêm surgindo dos acordos de delação.

Katia Abreu será expulsa do PMDB

Colegiado do PMDB decidiu por unanimidade proceder com a desfiliação da senadora Kátia Abreu pela constante divergência e postura crítica quanto ao governo do presidente Michel Temer. Além disso a senadora deixou de seguir a orientação do partido em diversas votações.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

O esquartejamento do Ministério do Trabalho


O Ministério do Trabalho foi extinto e suas competências e atribuições foram distribuídas em quatro outros ministérios (Economia, Justiça e Segurança, Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) com dupla finalidade. De um lado, facilitar a implementação da reforma trabalhista, inclusi

Ler mais

Nordeste, a terceira arma de Bolsonaro


O Nordeste deve ser a terceira arma do capitão-mor Jair Bolsonaro para transformar as expectativas da campanha eleitoral num governo bem-sucedido. A deixa foi dada pelo general Augusto Heleno, futuro ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) do governo eleito.

Ler mais

O otimismo com a Era Bolsonaro deve muito a Era Temer


O presidente Michel Temer deixará a Presidência da República menos injustiçado do que creem seus aliados, mas mais injustiçado do que detratam seus adversários. Contra a tendência simplificadora das análises sintéticas das redes sociais, muitas ações na política não são preto no branco.

Ler mais

A lógica da relação do governo Bolsonaro com o Congresso


O presidente eleito, sob o argumento de que a estrutura partidária está viciada e só age à base do toma lá dá cá, fez campanha prometendo que não negociaria com os partidos a formação de seu governo, mas, tão logo eleito, passou a negociar indicações com as bancadas informais, temáticas

Ler mais