clipping-politica-brasileira

TSE retoma julgamento da chapa Dilma-Temer

Imprimir

O TSE reservará quatro sessões – duas ordinárias e duas extraordinárias – para a análise do caso, que investiga se a chapa de Dilma e Temer cometeu abuso de poder político e econômico para se reeleger em 2014. O julgamento pode levar à cassação de Temer e à convocação de eleições indiretas.

Por votos a favor da previdência Temer renegocia dívidas

O presidente Michel Temer editou uma Medida Provisória de renegociação de dívidas de municípios com a Previdência. Assinado nesta terça-feira na Marcha dos Prefeitos, o texto prevê parcelamento em 200 meses do débito previdenciário. Além disso, permite a redução de 25% de encargos e multas e o abatimento de 80% dos juros.

Após rumores Meirelles desmente mudança no IR

“Isto não está em discussão no momento. Foram, de fato, ideias ventiladas. No momento, não há um plano concreto de se fazer nada nesse sentido”, disse o ministro, após evento em Nova Lima, no interior de Minas Gerais.

Uma elevação no limite de isenção, declarou ministro, “é coisa que seria positiva para pessoas que estão naquela faixa de renda”. Por outro lado, ele ponderou, será necessário avaliar qual será custo de uma medida como essa para a economia e para a sociedade.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Justiça tem que ser para todos


Os últimos 33 anos no Brasil tiveram a marca indelével de três partidos: MDB, PSDB & PT. Neste interregno, quase tudo de bom, quase tudo de mau que ocorreu em terras brasilianas teve a participação da tríade.

Ler mais

Serie eleições 2018: priorizar o resgate da política.


O principal desafio da sociedade e das instituições, além dos próprios candidatos ao pleito de 2018, é superar a desilusão com a política. É preciso resgatar a importância da principal ou da única forma de resolução dos problemas coletivos fora do emprego da violência.

Ler mais

Por enquanto, espontânea e rejeição é o que interessa nas pesquisas


O alvoroço em torno das pesquisas de intenção de voto se justifica. Afinal, o grau de credibilidade de alguns institutos de pesquisa, como o Datafolha, torna-se um dos poucos referenciais concretos diante do achismo de palpiteiros.

Ler mais