agenda-politica-brasileira

Agenda: TSE analisa resoluções das eleições 2018

Imprimir

Veja outros destaques da agenda do dia:

1. A Câmara pode votar urgência para o projeto de lei que trata da regulamentação do lobby e do que trata da reoneração da folha de pagamento.

2. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) analisa as resoluções das eleições de 2018.

3. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, se reúne com os ministros da Fazenda, Henrique Meirelles, e do Planejamento, Dyogo Oliveira, em Brasília. À tarde, Goldfajn participa de reunião virtual do conselho deliberativo do Fundo Soberano do Brasil e de encontro com executivos da B3 Brasil Bolsa Balcão.

4. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) realiza o leilão A-4, o primeiro leilão de energia nova a ser realizado desde abril de 2016.

5. Último dia de consulta pública da Agência Nacional do Petróleo (ANP) sobre os pré-editais e as minutas de contratos de concessão da 15ª Rodada de Licitações de Blocos Exploratórios de Petróleo e Gás em bacias terrestres.

6. A Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulga o Índice de Confiança do Empresário Industrial.

7. O Banco Central divulga o IBC-Br (prévia do PIB) de outubro.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem abrir espaço à renovação, o PT engessa a esquerda conservadora


As coligações para o pleito de 7 de outubro confirmaram a tendência monopolista do PT de Lula. Num momento que pode se caracterizar por uma inflexão na história brasiliana, a sigla interditou o debate na esquerda conservadora.

Ler mais

O “messianismo” espreita o pleito de 2018, adverte Pedro Malan


Momentos de grande desilusão são portas de entrada para salvadores da pátria. Com a maioria dos eleitores fartos com todos os políticos, os eleitores de 2018 flertam com o messianismo.

Ler mais

80,16% dos deputados estaduais concorrem à reeleição


Levantamento das empresas Queiroz Assessoria Parlamentar e Sindical e MonitorLeg Comunicação Legislativa conclui que a renovação nas Assembleias Legislativas tende a ser baixa, especialmente em função do elevado percentual de candidatos à reeleição: 80,16%.

Ler mais

Câmara dos Deputados: renovação ou circulação no poder?


A próxima composição da Câmara dos Deputados terá o menor índice de renovação real, entendendo-se como tal apenas os nomes que nunca ocuparam cargos públicos. A renovação real será absolutamente residual. O que haverá será uma circulação no poder.

Ler mais