economia

Caça da FAB, novo Gripen é apresentado na Suécia

Imprimir

O futuro caça da Força Aérea Brasileira (FAB), nova geração da aeronave Gripen foi apresentada na quarta-feira (18) em Linköping, na Suécia. Batizado de “Gripen E” pela fabricante sueca – Saab – o modelo tem a base da versão “Gripen NG”, escolhida pela FAB. Será dotado de equipamentos extras mais avançados que os escolhidos para a série selecionada pela Força Aérea da Suécia.

“O Gripen E reúne o conhecimento que a Saab acumulou nos em 70 anos no desenvolvimento de aeronaves”, afirmou Ulf Nilsson, vice-presidente da SAAB, ao apresentar o novo caça. “É um projeto com preço competitivo e muitas opções de personalização que podem se adequar às necessidades de qualquer força militar”.

A partir de 2019, a FAB deve começar a receber os primeiros Gripen da encomenda de 36 aeronaves feitas pela Aeronáutica, ao custo de US$ 5,4 bilhões. O contrato inclui transferência de tecnologia para o Brasil, com parte dos aparelhos construídos no Brasil, pela Embraer.

Em 2014, o governo brasileiro fechou acordo para a compra de 36 caças “Gripen NG”. Dos 36, 15 serão produzidos no Brasil. Para o comandante da Aeronáutica, o tenente-brigadeiro do ar Nivaldo Luiz Rossato, “a aeronave Gripen é um divisor de águas para a indústria de defesa do país”.

 

Caça da FAB

O sistemas embarcados no Gripen NG, como a Saab chama a nova geração do avião, vão permitir o uso de mísseis ar-ar (de interceptação aérea) e ar-terra de médio e longo alcance orientados por radar, bombas “inteligentes” guiadas a laser, além de uma série de outros recursos, como sensores infra-vermelho de busca e equipamentos de guerra eletrônica, como perturbadores de radares e rádios.

O pacote de tecnologias para o Gripen NG escolhido pelo Brasil o torna mais avançado que a série selecionada pelos suecos. Além dos tanques de combustível internos de maior capacidade, o que exigiu a instalação de um trem de pouso mais robusto, o caça da FAB ainda terá um dos painéis de controle mais impressionantes da aviação militar.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

O servidor na regra de transição da reforma de previdência


A Proposta de Emenda à Constituição 6/19, encaminhada ao Congresso pelo governo Jair Bolsonaro no dia 20 de fevereiro, faz a opção pela desconstitucionalização das regras previdenciárias, remetendo para a lei complementar a definição dos regimes previdenciários.

Ler mais

Aposentadoria do servidor no governo Bolsonaro


Vamos tentar explicar, do modo o mais didático possível, como ficarão as aposentadorias e pensões na reforma da previdência do Governo Bolsonaro, caso prevaleça a minuta que vazou no último dia 28 de janeiro.

Ler mais

Reforma da previdência de Bolsonaro para o regime geral


A proposta de reforma da previdência do governo Jair Bolsonaro, de acordo com a versão a que tivemos acesso, amplia as exigências para a concessão de benefícios do regime geral, com aumento da idade mínima, ampliação do tempo de contribuição e redução do valor dos benefícios, além de abrir caminho

Ler mais

O servidor público na reforma da previdência de Bolsonaro


A proposta de reforma da previdência do governo Jair Bolsonaro, segundo versão a que tivemos acesso, pretende unificar as regras dos regimes geral e próprio, impondo novas exigências para a concessão de benefícios, que alcançam a todos os segurados, em particular aos servidores públicos

Ler mais