eleicoes-2018

EXCLUSIVO: FHC lança Alckmin para 2018

Imprimir

Após o polêmico artigo publicado este domingo sobre o futuro do PSDB e possível desembarque do governo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso responde, em entrevista exclusiva, porque apoia a candidatura do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, como candidato tucano nas eleições de 2018.

O PSDB estará unido em torno de uma candidatura presidencial?

Como nas eleições anteriores, depois de muitas rusgas, o PSDB convergirá para sua candidatura presidencial.

Na sua opinião, quem é o candidato mais qualificado para representar o PSDB na disputa?

Candidatos potenciais sempre há vários; candidatura é outra coisa: um nome que expresse uma base política e tenha apelo para setores da sociedade. Na atualidade penso que o governador [Geraldo] Alckmin está melhor posicionado para assumir este papel. Caberá a ele, ao mostrar o rumo que propõe para o Brasil, consolidar os apoios políticos e sociais para dar solidez à candidatura do PSDB.

Independente de candidaturas e do eventual desembarque do governo, o PSDB deve apoiar a agenda de reformas no governo Temer?

O apoio à continuidade das reformas e da consolidação fiscal são condições necessárias para isto. Sem que nos esqueçamos, contudo, que o crescimento econômico e as políticas de redução das desigualdades hão de formar o núcleo de um programa capaz de dar sentido à candidatura e de obter votos.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Militares e Reforma da Previdência


O governo deve encaminhar ao Congresso, na terça ou quarta-feira, o projeto que trata das aposentadorias dos militares. A tramitação começa pela Câmara. O texto deve ser analisado por uma Comissão Especial antes de ser votado em plenário. O projeto aumenta o tempo de serviço na ativa, que hoje

Ler mais

Câmara vota nova Lei de Licitações


Conforme reunião de líderes na semana passada, foi incluído na pauta da Câmara desta semana o projeto de lei que institui uma nova Lei de Licitações, criando modalidades de contratação e exigindo seguro-garantia para grandes obras.

Ler mais

BC decide taxa de juros


O Banco Central se reúne, nesta terça e quarta-feira (19, 20), para decidir a taxa básica de juros (Selic), hoje em 6,5% ao ano. Será a primeira reunião sob o comando de Roberto Campos Neto. A ata será divulgada no dia 26, quando o mercado poderá obter uma sinalização mais clara de Campos Neto sobre

Ler mais