clipping-politica-brasileira

Leitura Obrigatória: Rio de Janeiro, a nova capital da Lava-Jato

Imprimir

As investigações desenvolvidas pela força tarefa da Lava-Jato em Curitiba foram praticamente concluídas e o Rio de Janeiro surge como nova capital dos delatores da operação. A delação do doleiro Álvaro Novis, da Hoya Corretora, que trabalhava para a Odebrecht, é apenas uma das armas que a força-tarefa fluminense têm na manga. Pelo menos outras 4 importantes negociações estão em andamento e prometem novas fases de turbulência no mundo político

Anúncio da meta fiscal adiado

Estava previsto para hoje o anúncio da revisão das metas fiscais de 2017 e 2108 fossem revistas para um déficit primário de R$ 159 bilhões. No entanto, a ala política do governo decidiu insistir com o presidente Michel Temer que o rombo precisa ser maior e o anúncio dos novos números, que estava previsto para esta segunda-feira, foi adiado. 

Com informações do Estadão e O Globo.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem abrir espaço à renovação, o PT engessa a esquerda conservadora


As coligações para o pleito de 7 de outubro confirmaram a tendência monopolista do PT de Lula. Num momento que pode se caracterizar por uma inflexão na história brasiliana, a sigla interditou o debate na esquerda conservadora.

Ler mais

O “messianismo” espreita o pleito de 2018, adverte Pedro Malan


Momentos de grande desilusão são portas de entrada para salvadores da pátria. Com a maioria dos eleitores fartos com todos os políticos, os eleitores de 2018 flertam com o messianismo.

Ler mais

80,16% dos deputados estaduais concorrem à reeleição


Levantamento das empresas Queiroz Assessoria Parlamentar e Sindical e MonitorLeg Comunicação Legislativa conclui que a renovação nas Assembleias Legislativas tende a ser baixa, especialmente em função do elevado percentual de candidatos à reeleição: 80,16%.

Ler mais

Câmara dos Deputados: renovação ou circulação no poder?


A próxima composição da Câmara dos Deputados terá o menor índice de renovação real, entendendo-se como tal apenas os nomes que nunca ocuparam cargos públicos. A renovação real será absolutamente residual. O que haverá será uma circulação no poder.

Ler mais