clipping-politica-brasileira

Maluf será transferido para penitenciária em Brasilia

Imprimir

O deputado Paulo Maluf, preso em São Paulo após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), deverá ser transferido para Brasília. O ex-prefeito de São Paulo ficará em uma ala do complexo da Papuda especial para presos com idade avançada. A defesa recorreu da decisão pedindo a soltura, porém a decisão só poderá ser tomada pela ministra Carmem Lúcia e a corte entrou em recesso nesta quarta-feira. Maluf foi condenado a sete anos, nove meses e dez dias de prisão em regime fechado por crimes de lavagem de dinheiro e também à perda do mandato. Em reunião com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, Carmen Lúcia questionou quanto à cassação do mandato ao que Maia respondeu que a casa decidirá somente após ter sido oficialmente comunicada.

Pré-candidato Henrique Meirelles terá espaço em propaganda do PSD

Cotado para concorrer ao Palácio do Planalto o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, terá um espaço no programa do PSD, partido ao qual é filiado. No texto, apresentado hoje à jornalistas, atacará o governo do PT sem citar nomes e defenderá a estabilidade como legado do governo atual.

“Estamos no rumo certo e não podemos dar nenhum passo atrás. Temos de ficar atentos: o populismo e os oportunistas fazem mal ao País. O Brasil exige competência, responsabilidade e ética” dirá o ministro pré-candidato.

Dodge pede ao STF bloqueio de bens de Aécio Neves

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, recorreu ao STF contra a decisão do ministro Marco Aurélio Mello em relação ao bloqueio de bens de Aécio Neves e sua irmã, Andrea Neves. No recurso Dodge salientou que as provas, filmagens, gravações e interceptações telefônicas são mais que suficientes como indicio dos crimes cometidos. A PGR pede que sejam bloqueados R$ 7,4 milhões para o pagamento de multa e reparação de danos em caso de condenação.

Com informações do Estadão, O Globo, Folha e Globo News.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

O esquartejamento do Ministério do Trabalho


O Ministério do Trabalho foi extinto e suas competências e atribuições foram distribuídas em quatro outros ministérios (Economia, Justiça e Segurança, Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos) com dupla finalidade. De um lado, facilitar a implementação da reforma trabalhista, inclusi

Ler mais

Nordeste, a terceira arma de Bolsonaro


O Nordeste deve ser a terceira arma do capitão-mor Jair Bolsonaro para transformar as expectativas da campanha eleitoral num governo bem-sucedido. A deixa foi dada pelo general Augusto Heleno, futuro ministro do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) do governo eleito.

Ler mais

O otimismo com a Era Bolsonaro deve muito a Era Temer


O presidente Michel Temer deixará a Presidência da República menos injustiçado do que creem seus aliados, mas mais injustiçado do que detratam seus adversários. Contra a tendência simplificadora das análises sintéticas das redes sociais, muitas ações na política não são preto no branco.

Ler mais

A lógica da relação do governo Bolsonaro com o Congresso


O presidente eleito, sob o argumento de que a estrutura partidária está viciada e só age à base do toma lá dá cá, fez campanha prometendo que não negociaria com os partidos a formação de seu governo, mas, tão logo eleito, passou a negociar indicações com as bancadas informais, temáticas

Ler mais