agenda-politica-brasileira

Michel Temer recebe Evo Morales em Brasília

Imprimir

1. O presidente Michel Temer recebe o presidente da Bolívia, Evo Morales. Às 15hs, Temer tem reunião com os ministros Henrique Meirelles (Fazenda) e Ronaldo Nogueira (Trabalho). Às 20h30, em São Paulo, participa da Cerimônia de Entrega do Título de “Brasileiro do Ano”, pela Revista Istoé, e “Empreendedor do Ano”, pela Revista Istoé Dinheiro.

Veja outros destaques da agenda do dia

2. O Tribunal Superior Eleitoral julga processos relativos à campanha eleitoral antecipada de Lula e Jair Bolsonaro.

3. A Câmara continua a votação da MP nº 795/17, que institui o Repetro (regime aduaneiro especial de exportação e importação que concede suspensão de tributos federais a equipamentos usados em pesquisa e lavra de jazidas de petróleo e de gás natural).

4. A Câmara também pode votar, em segundo turno, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 212/16, do Senado, que aumenta de 2020 para 2024 o prazo final para estados, Distrito Federal e municípios quitarem seus precatórios dentro de um regime especial com aportes limitados e dinheiro de depósitos judiciais.

5. A Comissão Mista de Orçamento analisa 16 relatórios setoriais referentes ao Orçamento da União de 2018.

6. A Comissão Especial sobre Projeto que Regulamenta o Teto do Funcionalismo Público (PL 6726/16) realiza audiência pública com o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira e outros.

7. A Comissão de Educação da Câmara promove seminário sobre o Plano Nacional de Educação (PNE).

8. O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), apresenta aos líderes partidários uma agenda positiva nas áreas de microeconomia e segurança pública.

9. Início da reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom).

10. O Comitê Executivo de Gestão da Câmara de Comércio Exterior (Camex) analisa pedido da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) para que alguns agrotóxicos não saiam da Lista de Exceções à Tarifa Externa Comum (Letec) e, consequentemente, passem a ser importados com maiores alíquotas de importação.

11. O Governador Geraldo Alckmin e o prefeito de São Paulo, João Doria, entregam 240 unidades habitacionais em Heliópolis.

12. O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) discute hoje a cassação da cúpula do PMDB na casa. Jorge Picciani, Paulo Melo e Edson Albertassi foram presos pela Operação Cadeia Velha.

13. O ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) volta a ser interrogado pelo juiz Marcelo Bretas hoje na Justiça Federal. O MPF denuncia cartel, fraude de licitações e corrupção de agentes públicos em obras como a do Maracanã, com lavagem de dinheiro.

Veja vídeo do Estadão com alguns momentos dos últimos depoimentos de Cabral à Bretas:

14. O IBGE divulga a produção industrial de outubro.

15. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil divulga balanço do agronegócio em 2017, em Brasília.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Para vencer, Haddad precisa virar 10 milhões de votos em Bolsonaro


Se quiser ocupar o 3º andar do Palácio do Planalto a partir de 2019, Fernando Haddad (PT) precisará convencer 10 milhões de eleitores que tencionam votar em Jair Bolsonaro (PSL) a mudar de lado. O cálculo é baseado na última pesquisa do Datafolha de intenção de voto divulgada nesta quarta

Ler mais

De acordo com Ibope e Datafolha, eleitores apoiam a Velha Política


Pelo visto, o eleitor está satisfeito com os velhos políticos. Pesquisas de intenção de voto – tanto as majoritárias (abundantes) quanto as proporcionais (escassas) – apontam que políticos de velha cepa continuarão no comando dos executivos estaduais e das assembleias legislativas.

Ler mais

Datafolha e Ibope calculam 48 milhões eleitores pensando


As duas últimas pesquisas de intenção de voto do Datafolha (02/10) e Ibope (29-30/10) indicaram nova redução no número de eleitores pensando. São votantes que, na pesquisa espontânea, votam branco, nulo, não sabem ou não responderam.

Ler mais