dilma

Pesquisa devastadora para Lula, Dilma e o PT

Imprimir

Pesquisa realizada pelo Instituto Paraná mostrou um cenário devastador para o ex-presidente Lula, a presidente afastada Dilma Rousseff e o PT.

Os governos Lula e Dilma são vistos, ao lado da Operação Lava-Jato, como os principais responsáveis pela crise política que atinge o país.

1

A gestão Dilma também é vista, em primeiro lugar, como a grande responsável pela crise econômica, seguida do governo Lula e depois pela Lava-Jato.

2

As notícias ruins não param. A sondagem também apontou que 64,8% dos entrevistados são favoráveis ao afastamento definido de Dilma do Palácio do Planalto. Apenas 31% querem o retorno da presidente afastada.

Já o PT é citado espontaneamente por mais de 56% dos entrevistados como o partido mais corrupto do país.

3

Visto anteriormente como “o partido do pobres”, principalmente durante o auge do chamado Lulismo, o PT possui hoje a imagem de uma sigla corrupta, o que é devastador para suas pretensões eleitorais de curto (eleições municipais de 2016) e médio prazo (eleições gerais de 2018).

Mesmo que Lula ainda preserve um capital político junto ao eleitorado de baixa renda e localizada nos municípios com até 20 mil habitantes, uma nova vitória do ex-presidente em 2018 diante de uma conjuntura tão adversa é pouco provável.

O mais grave para o PT é que o partido não possui apenas a marca da corrupção em sua imagem, mas os últimos dois presidentes petistas (Lula e Dilma) são vistos como os principais responsáveis pelas crises política e econômica.

Embora o PT seja uma legenda que ainda preserve uma importante inserção em sindicatos e em parte da intelectualidade brasileira, somente uma profunda mudança interna será capaz modificar a imagem do partido.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Os três setores do sistema social no governo Bolsonaro


Com base nas propostas de campanha, no pensamento do presidente eleito, na visão de mundo e na trajetória das equipes (econômica, política e de infraestrutura militar), que darão rumo ao novo governo, bem como na grave crise fiscal em curso, é possível antecipar que o mercado será o mais beneficiado

Ler mais

Se for bem-sucedido, o STF pode ficar pequeno para Sergio Moro


Ao aceitar o cargo de ministro da Justiça do Governo Jair Bolsonaro, o juiz Sergio Moro dobrou a aposta no tabuleiro político brasileiro. Caso seja bem-sucedido, ele não se cacifa apenas para uma vaga no STF, mas pode almejar a Presidência da República.

Ler mais