agenda-politica-brasileira

PSDB decide posicionamento sobre a Reforma da Previdência

Imprimir

1. Reunião da Executiva Nacional do PSDB discute, entre outros temas, o posicionamento da legenda sobre a Reforma da Previdência.

2. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pode responder pedido do deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP) de adiar para 2018 votação da Reforma da Previdência. Às 10h, Maia participa da reunião do Fórum Nacional da Indústria, em São Paulo.

Reforma previdência Eleição 2018

Veja outros destaques da agenda do dia:

3. O presidente Michel Temer se reúne, às 15hs, com Oliver Zipse, membro do Conselho de Administração da BMW AG e Helder Boavida, presidente e CEO BMW do Brasil

4. Termina o prazo de 12 meses dado ao Congresso pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para regulamentar o ressarcimento aos estados por perdas causadas pela Lei Kandir, conforme previsto na Emenda Constitucional nº 43/03.

5. O Supremo Tribunal Federal (STF) julga se os planos de saúde devem ressarcir o Sistema Único de Saúde (SUS) pelos custos com atendimento de beneficiário por serviços contratados e não prestados pela operadora do plano privado de saúde.

6. Reunião do Conselho Monetário Nacional pode discutir, entre outros temas, as regras para a aquisição de máquinas agrícolas.

7. O IBGE divulga a Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio (Pnad) do último trimestre, encerrado em outubro.

8. A Confederação Nacional do Comércio divulga Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec).

Repetro aponta dificuldade para Previdência

Com placar apertado, a Câmara aprovou a MP 795/17, que trata do Repetro, tratamento tributário para empresas de petróleo e gás. Foram 208 votos a favor e 194 contra. PR (12), PSD (10), PSDB (9), PP (8), PMDB (6) e DEM (2) deram 47 votos contrários ao governo. As ausências nessas legendas somaram 68 deputados.

Também chamou atenção o fato de que a votação só foi possível por conta de entendimento entre os líderes no sentido de votar o texto principal nesta quarta (29) e deixar para a próxima semana os destaques. Ou seja, a votação de uma medida provisória que requer maioria simples levará duas semanas na Câmara. Uma PEC como a da Previdência requer 308 votos.

Veja aqui o mapa de votação do Repetro

*Capa por Amarildo para humorpolítico.com.br

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Sem abrir espaço à renovação, o PT engessa a esquerda conservadora


As coligações para o pleito de 7 de outubro confirmaram a tendência monopolista do PT de Lula. Num momento que pode se caracterizar por uma inflexão na história brasiliana, a sigla interditou o debate na esquerda conservadora.

Ler mais

O “messianismo” espreita o pleito de 2018, adverte Pedro Malan


Momentos de grande desilusão são portas de entrada para salvadores da pátria. Com a maioria dos eleitores fartos com todos os políticos, os eleitores de 2018 flertam com o messianismo.

Ler mais

80,16% dos deputados estaduais concorrem à reeleição


Levantamento das empresas Queiroz Assessoria Parlamentar e Sindical e MonitorLeg Comunicação Legislativa conclui que a renovação nas Assembleias Legislativas tende a ser baixa, especialmente em função do elevado percentual de candidatos à reeleição: 80,16%.

Ler mais

Câmara dos Deputados: renovação ou circulação no poder?


A próxima composição da Câmara dos Deputados terá o menor índice de renovação real, entendendo-se como tal apenas os nomes que nunca ocuparam cargos públicos. A renovação real será absolutamente residual. O que haverá será uma circulação no poder.

Ler mais