clipping-politica-brasileira

STF discute a restrição do foro privilegiado

Imprimir

Supremo Tribunal Federal discute e vota hoje qual deve ser o entendimento da côrte com relação ao foro privilegiado. O relatório do ministro Luís Roberto Barroso propões que somente crimes cometidos no cargo e em função dele sejam apreciados pela suprema côrte. Até o momento a votação está em 6 x 1. Votaram a favor da restrição proposta pelo relator, ministro Luís Roberto Barroso: Marco Aurélio, Rosa Weber, Edson Fachin, Luiz Fux e a presidente do tribunal, Cármen Lúcia. O voto parcialmente divergente foi do ministro Alexandre Moraes que qualquer todo crime penal de beneficiados com o Foro devam ser levados diretamente para a última instância.

Anthony Garotinho: delator aponta quem era o líder da operação

Com grande parte da elite política do Rio de Janeiro presa fica cada vez mais tensa a situação de todos os investigados e delatados nas operações em curso. Dos últimos quatro governadores do RJ, três estão presos: Cabral, Garotinho e Rosinha Matheus. O mesmo ocorre com todos os presidentes da Alerj desde 1995, encarcerados. Alem disso, Adriana Ancelmo, esposa de Cabral pode ter sua prisão domiciliar revogada. E novos fatos vêm surgindo dos acordos de delação.

Katia Abreu será expulsa do PMDB

Colegiado do PMDB decidiu por unanimidade proceder com a desfiliação da senadora Kátia Abreu pela constante divergência e postura crítica quanto ao governo do presidente Michel Temer. Além disso a senadora deixou de seguir a orientação do partido em diversas votações.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Os três setores do sistema social no governo Bolsonaro


Com base nas propostas de campanha, no pensamento do presidente eleito, na visão de mundo e na trajetória das equipes (econômica, política e de infraestrutura militar), que darão rumo ao novo governo, bem como na grave crise fiscal em curso, é possível antecipar que o mercado será o mais beneficiado

Ler mais

Se for bem-sucedido, o STF pode ficar pequeno para Sergio Moro


Ao aceitar o cargo de ministro da Justiça do Governo Jair Bolsonaro, o juiz Sergio Moro dobrou a aposta no tabuleiro político brasileiro. Caso seja bem-sucedido, ele não se cacifa apenas para uma vaga no STF, mas pode almejar a Presidência da República.

Ler mais