agenda-politica-brasileira

Julgamento da chapa Dilma Temer no TSE – Dia 2

Imprimir

Os principais eventos desta quarta-feira são os seguintes:

1. O presidente Michel Temer lança o Plano Safra 2017-2018 para o Agronegócio.

2. O Tribunal Superior Eleitoral continua julgando, a partir das 9h, o processo que pede a cassação da chapa Dilma-Temer, eleita em 2014.

3. Previsto depoimento do ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures na Polícia Federal.

4. O relator da Reforma Trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado, Ricardo Ferraço (PSBD-ES), apresenta seu parecer.

5. A Comissão Mista que discute a MP nº 774/17, que acaba com a desoneração da folha de pagamentos para vários setores da economia, pode votar o parecer do relator, senador Airton Sandoval (PMDB-SP).

6. O presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, reúne-se, às 10h30, com Aroldo Cedraz, ministro do Tribunal de Contas da União (TCU). À tarde, Goldfajn tem reunião com membros do Federal Reserve de Nova York, na sede do Banco.

7. Divulgação do IGP-DI de maio.

Reforma Trabalhista

A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado concluiu a votação do parecer do relator, Ricardo Ferraço (PSDB-ES) à Reforma Trabalhista. Ele também é relator na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) e deverá apresentar seu relatório nesta quarta-feira. A votação pode acontecer na próxima semana. Porém, o feriado de quinta-feira (15) pode atrapalhar.

Depois de votado pela CAS, o texto segue para a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Os três setores do sistema social no governo Bolsonaro


Com base nas propostas de campanha, no pensamento do presidente eleito, na visão de mundo e na trajetória das equipes (econômica, política e de infraestrutura militar), que darão rumo ao novo governo, bem como na grave crise fiscal em curso, é possível antecipar que o mercado será o mais beneficiado

Ler mais

Se for bem-sucedido, o STF pode ficar pequeno para Sergio Moro


Ao aceitar o cargo de ministro da Justiça do Governo Jair Bolsonaro, o juiz Sergio Moro dobrou a aposta no tabuleiro político brasileiro. Caso seja bem-sucedido, ele não se cacifa apenas para uma vaga no STF, mas pode almejar a Presidência da República.

Ler mais