agenda-politica-brasileira

Temer viaja para a China

Imprimir

Destaques da agenda do dia

1. O presidente Michel Temer viaja para a China para participar da reunião do Brics.

2. Sessão do Congresso Nacional para analisar vetos presidenciais, entre eles vetos a dispositivos do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2017.

3. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se reúne com líderes partidários para tentar um acordo em relação à reforma política.

4. A Câmara tenta concluir a votação da Medida Provisória nº 777/17, que cria a Taxa de Longo Prazo (TLP). Também pode votar Reforma Política.

5. A Comissão de Assuntos Econômicos do Senado sabatina Paulo Sérgio Neves de Souza e Maurício Costa de Moura, indicados para a diretoria do Banco Central.

6. A Comissão Mista de Orçamento pode votar parecer do deputado Marcos Pestana (PSDB-MG) ao projeto de lei que modifica as metas fiscais de 2017 e 2018 para R$ 159 bilhões.

7. A Comissão Especial da Reforma Política na Câmara pode votar o relatório do deputado Vicente Cândido (PT-SP) que regulamenta o financiamento público de campanhas e o “distritão” (voto majoritário para deputados e vereadores), entre outros pontos.

8. O Tesouro Nacional divulga o resultado das contas do Governo Central de julho.

9. Veiculação do programa partidário do REDE, em cadeia de rádio e TV, com duração de dez minutos.

Loading Facebook Comments ...

Artigos relacionados

Os três setores do sistema social no governo Bolsonaro


Com base nas propostas de campanha, no pensamento do presidente eleito, na visão de mundo e na trajetória das equipes (econômica, política e de infraestrutura militar), que darão rumo ao novo governo, bem como na grave crise fiscal em curso, é possível antecipar que o mercado será o mais beneficiado

Ler mais

Se for bem-sucedido, o STF pode ficar pequeno para Sergio Moro


Ao aceitar o cargo de ministro da Justiça do Governo Jair Bolsonaro, o juiz Sergio Moro dobrou a aposta no tabuleiro político brasileiro. Caso seja bem-sucedido, ele não se cacifa apenas para uma vaga no STF, mas pode almejar a Presidência da República.

Ler mais